Lugares‎ > ‎Patagonia‎ > ‎

Patagonia - El Calafate

           Nossa primeira cidade base foi El Calafate, na Argentina, um oásis para quem achava que não existiria civilização na Patagônia. El Calafate é uma cidade que foi feita para o turismo, com muitas lojinhas, restaurantes e hotéis. Ela foi feita mesmo, não a toa que o aeroporto da cidade chegou junto com o Kichner na presidência, cuja a família tem muitas propriedades na região. Mas isso não tira o encanto da cidade, que abraça com carinho turistas de qualquer idade, das crianças aos velhinhos. Tem programas para todos!

 

Um oásis da Patagônia: a linda e florida El Calafate

 

            De lá que saem os ônibus para visitar o mais famoso ponto turístico da região: o Glaciar Perito Moreno. Fizemos o passeio trivial: passarelas e barco. Mas conhecemos quem fez o mini Trekking que consiste em caminhar sob o glaciar. Todos que fizeram não se arrependeram, mas nós, muquiranas que só, ficamos no arroz com feijão.

            O Perito Moreno é imponente e ...vivo!Sim, ele fica o tempo inteiro estalando e se desprendendo em blocos de gelo, que fazem um barulhão danado quando caem no rio. Além disso, dizem que ele cresce cerca de 2 metros por dia. Olhar para o Glaciar é ver o passado e se sentir pequeno diante da grandiosidade da natureza.

 

 

            Calafate tem outros pontos a serem explorados. Um bom passeio é a Laguna Nimez, que fica na cidade mesmo e tem uma fauna variada de aves, inclusive flamingos. Tiramos muitas fotos bacanas por lá.

 

Laguna Nimez

Também visitamos o lago Roca, que fica mais distante. Nós optamos por alugar um carro e ficar com um dia livre para rodar a região em torno e não nos arrependemos. Do Roca avista-se o Perito Moreno de outro ângulo, mais distante. E outros glaciares também, já que afinal estamos no Parque Nacional dos Glaciares. Além de outras paisagens maravilhosas, é claro!

 

No caminho para o lago Roca vê-se uma cadeia de montanhas

            Meio que à toa, fomos a um museu particular que conta a história da ocupação humana na região patagônica. Para nós foi extremamente educativo, tinha muitas informações, fotos e fósseis. Mas se você não gosta de museu, não vá.

Curiosidade: o nome da cidade “El Calafate” vem de uma frutinha com o mesmo nome que nasce por lá. Com essa frutinha, a população local faz doces, geléias e sorvetes. Numa de nossas andanças, dessa vez com bicicletas alugadas, encontramos uns meninos catando calafates e eu, curiosa que só, resolvi pegar algumas, desequilibrei da bike e pumba! caí em cima da arvorezinha, descobrindo outra particularidade dessa planta: ela tem espinhos!

 

 

 

                        Os corajosos catadores de calafate.            

Comments